"Dance like no one is watching, love like you'll never be hurt, sing like no one is listening, and live like it's heaven on earth."- William Purkey
30
Jun 10
publicado por Muito Mais Branco, às 11:25link do post | comentar

 

 


 

Porque raio é que nós, tugas, temos a mania de destruir tudo o que se encontra nas vias públicas e que tenha sido feito ou posto lá para nos servir? Lembram-se do estado lastimável em que ficaram as vaquinhas do cow parade quando passaram por Lisboa? Uma vergonha nacional.

Será que somos assim tão delinquentes? Será que somos incapazes de cuidar das coisas que não nos pertencem como se fossem nossas? O chafariz, do jardim onde costumo ir com a Xis, depois de ser severamente pontapeado e atingido por dezenas de bolas, qual pedregulhos a baterem no bebedouro, a cena, vá se lá saber porquê, avariou… agora vão para lá os putos correr e é vê-los a ‘chorar’ por água, todos desidratados… será possível que os pais dessas crianças se estejam a marimbar e que lhes seja indiferente que os putos estraguem os baloiços, escorregas e bebedouros alheios. É que esses putos, e estou a falar de putos pertencentes à fina flor da sociedade, serão os homens de amanhã, são esses putos (destruidores) que vão mandar neste país…ui que visão tão déprê.

Bora lá mazé ensinar as criancinhas a tomarem conta dos nossos jardins e bebedouros e das vaquinhas que prai andem!!!

Agora vou imprimir este post e pregá-lo por ai, espero voltar ainda esta semana. Fui…

 


: Indignada

29
Jun 10
publicado por Muito Mais Branco, às 10:21link do post | comentar | ver comentários (3)


 

(com agá) coisas que me fazem trepar pelas paredes. Uma é o há com agá, outra é o verbo ‘comer’ confundido com o substantivo ‘comida’…

 

Ora, um verbo é um verbo. Um verbo NÃO é um substantivo, CORRECTO? Então porque é que há (com agá) tanta gente que usa o verbo ‘comer’ como se fosse o substantivo ‘comida’?

 

A comida serve para comer. Plizzzzzzzzz come-se a comida e não se come o comer, assim como não se corre o correr, mas corre-se a corrida, não se faz o fazer mas faz-se o feito, não se colhe o colher, mas colhe-se a colheita, – dá para ver a diferença????

 

O há com agá também é outra coisa que me põe o cabelo de trás prá frente…

Vou explicar: o há leva agá quando se pretendo utilizá-lo como o verbo ‘haver’. Vou exemplificar:

 

Hoje à tarde jolas com fartura enquanto enchemos os nuestros hermanos de ketchup.

 

Hoje haver tarde (não faz sentido nenhum, logo não leva agá).

 

Hoje à tarde haver jolas (sim, faz TODO o sentido, logo leva agá).

 

Aprendam que eu não duro sempre, e tive uma very British education mas há coisas (novamente com agá) que são demasiado para eu não blogar…

 

Agora vou ler o prontuário da língua portuguesa com o novo acordo ortográfico, de seguida passo para a fonética e acabo o dia com a pontuação, se der tempo vou aprender latim...Fui...

 

 


28
Jun 10
publicado por Muito Mais Branco, às 12:53link do post | comentar

 

 

- Ó mãe, porquê que és tu que vais guiar o carro do Z.?

  

- Porque ele não trouxe a carta de condução, e não pode conduzir sem ela, se formos parados pelo senhor lei temos que pagar uma multa, e vamos todos presos.

 

- Mas se ele tem carta porquê que não guia o carro dele e diz ao senhor lei que se esqueceu da carta?

 

- Porque existe uma regra de trânsito que é 'não conduzir sem carta de condução' e se ele não a tem aqui para mostrar ao senhor lei, é multado.

- Pois pois mas eu sei que existe uma lei universal que diz que não se pode mentir, e o senhor lei também sabe...

 

Ora aqui é que está o busilis da questão. Como é que eu explico que essa lei universal é para ELA cumprir mas ninguém vai acreditar NELA... Ou seja é um valor que ela deve manter, mas que como ninguem o mantem, ninguem acredita em ninguem, apesar dela não poder mentir, porque é uma lei 'universal'.... Dificil, não acham?

 

Agora vou ver todos os episodios do Dr. Phil que digam respeito à educação dos valores morais a ver se o guro me explica....Fui... 


22
Jun 10
publicado por Muito Mais Branco, às 15:09link do post | comentar | ver comentários (1)

A ver se consigo escrever isto até ao fim sem inundar o teclado outra vez....

Há gente com sorte.... é que já tive a sorte de ter uma filha, depois tive a sorte de ter uma filha saudável e ainda assim fui abençoada com uma filha, saudável e ainda muito inteligente... muita, mesmo muita sorte. Á pois é.

Vou limpar o teclado... Fui...

 

:

mais sobre mim
Outubro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
24
25
26

27
28
29
30
31


pesquisar neste blog
 
blogs SAPO