"Dance like no one is watching, love like you'll never be hurt, sing like no one is listening, and live like it's heaven on earth."- William Purkey
26
Jan 11
publicado por Muito Mais Branco, às 11:14link do post | comentar

Nova imagem 30.jpg

 

Já me escondi atrás das cortinas e deixei esquecidos os pés de fora,

Já fingi que tinha febre para não ir à escola e queimei-me a tentar aquecer o termómetro numa lâmpada,

Já cantei até a voz me faltar em frente ao espelho agarrada a uma escova a fingir de microfone,

Já fiz um balão com uma pastilha que se me colou à franja, já colei pastilhas debaixo da mesa por não saber onde as pôr,

Já fiz cócegas à minha filha só para que ela parasse de chorar, já lhe bati e arrependi-me logo de seguida,

Já quis ser cantora, bailarina, trapezista, e também já quis trabalhar na caixa dum supermercado,

Já roubei um gelado na mercearia do bairro, já menti e fui descoberta,

Já gozei com quem achei ser fraco e também já fui gozada por quem já admirei,

Já roubei um beijo, confundi sentimentos, magoei e fui magoada,

Já lambi o fundo da panela e queimei a língua, já bebi vários tragos de leite até perceber que estava estragado,

Já copiei em exames e fui apanhada, já deixei que copiassem por mim,

Já subi às escondidas ao telhado da casa da minha avó para tentar agarrar as estrelas, já fugi de casa para sempre e voltei logo a seguir,

Já caí no meio da rua, já chorei em publico e sozinha numa casa de banho por alguma coisa que me aconteceu,

Já fiz juramentos de amor eternos para descobrir tempos depois que nada dura para sempre,

Já me enganei e já julguei injustamente, já me castigaram sem razão mas também já tive castigos merecidos,

Já corri para não deixar alguém a chorar, já defendi um amigo sem razão só por ser amigo, já fiquei só no meio da multidão sentido falta de uma única pessoa,

Já mergulhei numa piscina e não quis sair mais até os lábios ficarem roxos e a pele dos dedos enrugada, já senti a boca dormente por ter bebido demais,

Já vi a cidade do céu e nem mesmo assim encontrei o meu lugar,

Já senti medo do escuro, já tremi de nervos, já quase morri de amor e renasci novamente para voltar a amar, já me apaixonei e pensei que fosse para sempre,

Já falei sozinha e ainda falo, já me ri de mim e ainda o faço, já andei descalça sob a relva e fiquei com os pés doridos, já corri para chegar em primeiro lugar,

Já senti medo de morrer, já gritei de felicidade, já chorei por ver amigos partir e depois descobri que chegaram outros novos,

Já aprendi que a vida é para ser saboreada em todos os momentos e que estes ficam para sempre em nós guardados, e sobretudo já sei que em cada instante, em cada lufada de ar, tudo se renova.

INjoy LIFE!


mais sobre mim
Janeiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
20
21
22

23
24
28
29

30


pesquisar neste blog
 
subscrever feeds
blogs SAPO